quinta-feira, 22 de novembro de 2018

A minha curva de decisão

Liss Bischoff
Até que ponto você está disposto a chegar em busca de objetivos estéticos e de saúde?
Quando começamos uma mudança de estilo de vida em busca de mais saúde, bem estar, um corpo mais magro e bonito, é comum “nos perdermos” um pouco em relação a isso.
Será que eu preciso fazer exatamente o que faz aquela pessoa que eu sigo nas redes sociais (aquela que é a minha referência sobre onde eu quero chegar)? Tenho que seguir à risca o que me dizem os mais experientes no assunto? Será que eu consigo? E o mais importante: será que eu QUERO? Será que eu estou disposta a isso?
Quando eu vejo uma moça na praia, com o corpo definido pela musculação, eu também quero aquele corpo, claro! Mas até onde eu estou disposta a ir pra alcançar aquele corpo? Será que eu estaria disposta a passar 2 ou 3 horas na academia por dia? Spoiler: no meu caso, não! Não, eu não estou disposta. Faço atividade física quase por obrigação e nada no mundo me convenceria a passar todo esse tempo numa academia diariamente.
Mas a mesma situação acontece com várias outras coisas na nossa vida. Temos que tomar esse tipo de decisão o tempo todo: até que ponto estamos dispostos a chegar em busca de nossos objetivos?

Fit to Fat to Fit – O que aprendemos com a história de Tramell

Liss Bischoff
O programa Fit to Fat to Fit passa no Brasil, em canais por assinatura, com o nome de “Ganhar para perder”. No programa, profissionais que trabalham como personal trainer engordam propositalmente, aumentando seu peso corporal em torno de 30% a 40% ao longo de 4 meses. Nos 4 meses seguintes eles trabalham em conjunto com seus alunos para tentar perder todo o peso que ganharam e retornar à forma original.


A ideia partiu do personal trainer Drew Manning que, em maio de 2011, decidiu viver na pele a dificuldade que seus alunos sentiam para emagrecer. Cansado de ouvir que ele não entendia seus alunos, o americano, que sempre foi magro, deu início ao seu projeto de engordar para depois emagrecer.
Segundo ele, a principal razão pela qual decidiu fazer isso foi porque seus clientes diziam que ele não entendia quão difícil era estar acima do peso, já que sempre esteve em forma. E eles estavam certos, afirma.