Receba as novidades por e-mail:

quinta-feira, 2 de março de 2017

Eu não jaco (Ou a importância de entender o princípio 80/20)

Texto original de Júci de Paula


No mundo da Nutrição há alguns conceitos que são muito aplicados no senso comum e acabam perdendo seu sentido. Eis alguns deles:


* dieta
substantivo feminino
1 . med regime alimentar, esp. o prescrito pelo médico a um doente ou a um convalescente.
2 . cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere.

* restrição
substantivo feminino
1. condição restritiva; imposição de limite; condicionante.
2. jur limitação ou condição que a lei impõe ao livre exercício de um direito ou de uma atividade; reserva, ressalva.

* Estilo de vida
é uma expressão moderna que se refere à estratificação da sociedade por meio de aspectos comportamentais, expressos geralmente sob a forma de padrões de consumo, rotinas, hábitos ou uma forma de vida adaptada ao dia-a-dia.

* Definições retiradas do Dicionário Informal.


Normalmente quando se fala em “dieta”, a gente logo pensa no sentido de “Prescrição/Orientação Médico-Nutricional”, ou seja, ela tem finalidade específica, cronograma rígido, Restrições bem definidas, horários, data para começar e terminar. E é este o motivo pelo qual praticantes da “Paleo ou Primal”, com estratégia Low Carb, ou não, evitam usar a frase “Dieta Paleo”, “Dieta Primal”, preferem falar em Estilo de Vida Primal ou Paleo. E daí começam as pegadinhas.


Para uma dieta, no sentido de “cota habitual de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere”, funcionar como Estilo de Vida ela tem que ser, antes de tudo, sustentável para AQUELA pessoa. Por exemplo, aqui em casa eu e o marido fazemos Primal Low Carb. Nós fazemos a mesma dieta? NÃO! Ele escolhe consumir alguns “produtos alimentícios” que eu não consumo, eu gosto de alguns alimentos que ele não curte e vice e versa, cada um faz a sua versão de Primal Low Carb.


Primeiro Ponto: conheça os CONCEITOS envolvidos e faça as adaptações necessárias para que esta dieta se torne SUA, que LHE seja leve e fácil no seu dia a dia.


Como eu descobri quais “produtos alimentícios” devo passar longe, não importa em que Estilo de Vida eu esteja? Meio por acaso segui os princípios da Primal, excluí quase tudo o que ela me orientava a excluir e consegui ligar “lé com cré” - www.paleodiario.com/2016/11/aprendi-confiar-no-meu-corpo.html . Isto me possibilitou descobrir quais “lixinhos nutricionais” eu posso, eventualmente, fazer uso, sem muitos prejuízos à minha saúde e quais eu tenho que evitar a qualquer custo - a não ser que eu queira voltar a ter a FALTA de saúde que tinha antes, quando não sabia o que era bem-estar, né?


Segundo Ponto: conheça pelo menos o BÁSICO de como o seu corpo reage aos alimentos mais problemáticos, aqueles mais comuns, como proteínas e/ou açúcares problemáticos, alérgenos, geradores de incompatibilidades alimentares.


Mas você veio ler porque “eu não jaco”, certo? Rs. Então, vamos.





Pareto é um cara legal, um estudioso, que descobriu uma relação importante: 80% do resultado de um trabalho vem de 20% do trabalho executado. Hã? É, é isto mesmo que entendeu: se em uma empresa há 10 pessoas trabalhando, para cada uma das situações é suficiente DUAS delas para CAUSAR 80% do que acontecer lá dentro, seja produção, lucro, vendas, problemas, encrencas... Aplicação: coma Comida de Verdade - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/01/reflexoes-sobre-postagem-anterior.html – em pelo menos 80% das suas refeições e cuide para que os 20 % de alimentação fora do Estilo Alimentar seja suficiente apenas para permitir uma certa flexibilidade na sua vida, sem jogar por terra os 80 %.


Terceiro ponto: qual é a sua medida Pareto? Descubra-a e sua “dieta” vai se tornar seu Estilo de Vida, natural, intuitivo e prazeiroso. No começo, lá em 2015, começo de 2016, eu fazia cerca de 90/10. Hoje, com menos gordura corporal para eliminar, mais conhecimento, mais experiência, faço 80/20, sempre respeitando o Segundo Ponto, ou seja, se tenho problema com determinado alimento ou produto alimentício, ele NEM ENTRA nos meus 20% dos 80/20, porque, se entrar, estraga com os meus 80.


Quem não entende estes Pontos, acaba caindo no conto da “Jacada”, na armadilha psicológica da restrição alimentar, e na autossabotagem do “só hoje, posso… É dia especial, estou triste/alegre, quero comemorar/lamentar”. Pense: “não posso, minha dieta não permite” é ANOS-LUZ diferente de “não quero, meu corpo reage assim e assado”. O primeiro pensamento leva à “jacada” por “rebeldia”, a infantilidade do “minha nutri/médica/dieta não deixa, mas eu tô nem aí, faço meeeessmmmooo” e o segundo leva à consciência e autossatisfação, autocontrole, maturidade.


Sua escolha: quer uma “dieta”, com direito a sair dela e voltar a ter TODOS os problemas anteriores novamente, ou quer um Estilo de Vida, sustentável, com bem-estar mental, físico e psicológico?


E, aí? O que vai ser?



Para ficar por dentro das atualizações,
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:
PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK:
E SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE:




4 comentários:

  1. muito bom. é isso mesmo... qdo eu jaco [geralmente ponho esses 20% na conta das coisas fora do meu controle, como óleo de soja qdo como na rua, ou algum açúcar no bacon, essas coisas], eu escolho coisas muito boas pra jacar. aqui na minha cidade, poa, tem um sorvete fantástico, de verdade. feito com leite, fruta ou qualquer ingrediente real e... açúcar. qdo quero jacar, vou lá. é comida de verdade, de qualidade. não é gordura hidrogenada kibom. o mesmo vale para algum pão ou pizza que eu queira - vou naquele lugar artezanal, que faz fermentação natural e lenta. e como bem feliz. comida de verdade. mas só de vez em qdo mesmo.

    ResponderExcluir
  2. minhas jacadas são peixe com batatas, risoto ou porco assado e mandioca cozida, bem páleo.

    ResponderExcluir