Receba as novidades por e-mail:

segunda-feira, 6 de março de 2017

Como fazer seu colesterol cair (passo a passo) - "Protocolo Feldman"

How To Do The Cholesterol Drop, Step by Step
By DaveKeto (CholesterolCode.com)
Atualizado em 1 de março de 2017

Depois de várias pessoas terem me abordado tanto online quanto offline sobre isso, eu decidi fazer uma página explicando a minha experiência e como você pode fazê-la. 


Protocolo de queda de colesterol (“Protocolo Feldman”)

Introdução

Esta página não é um conselho médico, nem é uma garantia - mas como está escrito abaixo, tem sido usado com sucesso por mim e agora cerca de [atualizado em 01/03/17] vinte e três pessoas que tentaram também. Isto foi realizado pela primeira vez simultaneamente com a apresentação dos meus dados iniciais no Seminário Ketogains em Outubro de 2016.

Esta experiência procura diminuir o colesterol rapidamente aumentando a gordura dietética nos dias imediatamente anteriores a um teste de colesterol no sangue.

Se você segue este blog ou minhas entrevistas no podcast, já está familiarizado com os dados. Se você é novo aqui, porém, você provavelmente vai pensar que eu errei o escrito acima, uma vez que ele vai contra praticamente todos as partes comuns de aconselhamento médico para redução do colesterol por meia da dieta (por exemplo, “Evite gordura saturada!”).

Atenção:
1.      Esta não é uma solução de longo prazo, é mais para provar a natureza dinâmica do colesterol em seu corpo e por isso é muito diferente do que a ciência atual acredita.
2.      Todas as pessoas que realizaram esta experiência têm seguido uma dieta de baixo carboidrato e alta gordura (LCHF – Low Carb High Fat) por um período de tempo significativo. Isto pode ou não ser importante; Uma vez que isto ainda não foi testado em pessoas que seguem outros tipos de dietas (por exemplo, baixo teor de gordura, vegetariana, Paleo estrito [livre de laticínos]), não podemos extrapolar os dados para essas outras dietas.

Escolha uma das três versões
Na verdade, existem três versões para esta experiência:
1. Três dias e meio, um teste de sangue. Tudo o que você faz é gerar um pico seu total de calorias por três dias, enquanto mantém as mesmas proporções de macronutrientes ou com uma maior proporção de gordura (veja abaixo). Em seguida, faça um exame de sangue na manhã seguinte.


2. Seis dias e meio, dois exames de sangue. Como (1) acima, mas com baixas calorias para os primeiros três dias, seguido pelo primeiro teste de sangue, e então, calorias altas para os últimos três dias, seguido pelo segundo exame de sangue.


3. Dez dias e meio, quatro testes de sangue. Esta é uma replicação do experimento que eu fiz de 2 a 12 de outubro para o Seminário de Ketogains (veja aqui, aqui e aqui). Eu fiz o primeiro teste nas manhãs dos dias 4, 6, 9 e 11. Isto foi para capturar não apenas a mudança de três dias que vemos com LDL-C, mas as mudanças de cinco dias mais longas que vemos com LDL-P. Não será preciso dizer que esta é a versão mais útil e rica em dados desta experiência e que eu gostaria de conseguir um grande grupo de pessoas para executar!


Dias de baixas calorias e dias de altas calorias
Ao longo desta experiência, você deve manter uma proporção padrão de LCHF (75% de gordura, 20% de proteína, 5% de carboidratos) ou uma com uma versão com proporção ainda maior de gordura (como 80% ou 85% de gordura).
Um “Dia de Baixas Calorias” [Low Calorie] será qualquer dia que você está consumindo uma quantidade muito baixa de calorias, mas mantendo a proporção  carboidrato baixo, gordura elevada [low carb high fat]. Isso deve ficar tão baixo quanto você pode conseguir ficar, mas sem ser realmente um jejum. Por exemplo, eu fiz cinco dias de baixas calorias para meu seminário de Ketogains com as seguintes proporções de macros: 64 g de gordura (74% das calorias), 39g de proteína (19% das calorias), 12g de carboidratos (6% das calorias) - total 755 calorias/dia. Você não precisa usar as mesmas macros que eu usei, mas quaisquer proporções ou gramas absolutas que você escolher, mas tenha consistência. Isto é muito importante para ser capaz de correlacionar a ingestão de alimentos/energia com os dados dos exames de sangue.
Um “Dia de Altas Calorias” [High Calorie] será como o Dia de Baixas Calorias acima, mas com uma quantidade muito maior de calorias - mas novamente, com a mesma porcentagem de calorias totais de gordura (ou maior). Ao contrário do Dia de Baixas Calorias, neste deve ser tanto alimento quanto você puder comer. Por exemplo, o meu Dia de Altas Calorias para o seminário Ketogains teve estas macros: 461g de gordura (82% das calorias) 194g de Proteína (15%) 35g de Carboidratos (3%) - total 5.037 calorias/dia.
NOTA IMPORTANTE: Tente evitar os óleos de coco ou MCT, pois estes são metabolizados mais facilmente a cetonas sem primeiro passar pela corrente sanguínea como lipídios.

Acompanhe seus alimentos, bebidas e suplementos
Mantenha sua dieta bem controlada e registrada ao longo do experimento. O meu método preferido é o Food Logging Protocol, que eu pratico. Mesmo se for apenas para a realização desta experiência, é útil ter um registro completo de tudo em sua dieta sem exceção, novamente, para que possamos avaliar melhor as relações entre os alimentos consumidos e a dinâmica do colesterol.

Jejum de 12 a 14 horas antes do exame de sangue
Você deve planejar para que a sua última refeição da noite ocorra de 12 a 14 horas antes do exame de sangue que você vai fazer na manhã seguinte. Isto é especialmente desafiador em Dias de Altas Calorias por causa da quantidade de calorias que você está tentando comer ao longo do dia, portanto planeje bem!

Exame de sangue
Ao invés de um teste de colesterol típico, eu recomendo altamente um teste de sangue NMR (Nuclear Magnetic Resonance).
Se você puder, também vale a pena adicionar alguns outros exames de sangue também. No mínimo, recomendo a adição de Painel Metabólico Abrangente (CMP), Insulina e Proteína C-Reativa Ultra sensível (PCR Ultra). Se você puder fazer ainda mais, adicione Hemograma completo, ApoA1, ApoB, Cortisol, exames de Tiróide, Vitamina B12 e Folato, Ácido Úrico, hbA1c e Ferritina.

E finalmente, por favor compartilhe!
Obviamente eu encorajo todos a compartilhar seus dados com a comunidade! Sinta-se livre para comentar seus resultados aqui ou me enviar uma mensagem diretamente. Estamos na ponta da lança aqui - a vanguarda de algo que poderia muito bem revolucionar tudo o que “pensávamos que sabíamos” sobre o colesterol. Mas não podemos fazer isso com adivinhação. Palpites e teorias são ótimos lugares para começar, mas nossos dados coletivos é o que realmente terá um impacto.



Para ficar por dentro das atualizações,
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:
PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK:
E SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE:




Nenhum comentário:

Postar um comentário