Receba as novidades por e-mail:

quarta-feira, 1 de março de 2017

Comer o jantar mais cedo, ou pulá-lo, pode ser mais efetivo na luta contra a gordura

Eating Dinner Early, or Skipping It, May Be Effective in Fighting Body Fat
Mollie Turner, The Obesity Society

Primeiro teste humano de eTRF [Early Time-Restricted Feeding] mostra promessa de ajudar as pessoas a perder gordura corporal
Para Divulgação Imediata: 3 de novembro de 2016


NOVA ORLEANS, LA: O primeiro teste humano de eTRF [Early Time-Restricted Feeding] - alimentação com restrição de tempo - constatou que essa estratégia de sincronização de refeições aumentou a capacidade das pessoas de queimar gordura e reduziu as oscilações de fome, dois fatores-chave na perda de peso. No eTRF [Early Time-Restricted Feeding], as pessoas comem sua última refeição no meio da tarde e não comem novamente até o café da manhã do dia seguinte. Os resultados foram revelados durante uma apresentação oral hoje no The Obesity Society Annual Meeting, em Nova Orleans, Louisiana.

“Comer apenas durante uma janela de tempo muito menor do que as pessoas costumam fazer pode ajudar na perda de peso, especificamente aumentando a capacidade do nosso corpo de queimar gordura e proteína”, disse Courtney Peterson, PhD, que liderou o estudo no Pennington Biomedical Research Center . “Descobrimos que comer entre 8h e 14h seguido de um jejum diário de 18 horas queimou mais gordura e manteve os níveis de apetite mais estáveis durante todo o dia, em comparação com as refeições entre às 8h e às 20h, que é a média dos americanos”.
Esta nova pesquisa, financiada por um prêmio TOS Early Career Research concedido em 2014, sugere que comer o jantar mais cedo, ou mesmo pular o jantar, pode ser uma estratégia de perda de peso mais eficaz do que ignorar o café da manhã. O corpo tem um relógio interno, e muitos aspectos do metabolismo estão em seu funcionamento ótimo pela manhã. Portanto, comer em alinhamento com o relógio circadiano do corpo, comendo mais cedo no dia, pode influenciar positivamente a saúde, e este novo estudo de eTRF mostra que isso também se aplica ao metabolismo de gordura. Este primeiro teste de eTRF em seres humanos segue estudos de roedores desta abordagem para a perda de peso, que anteriormente descobriu que eTRF reduziu a massa gorda e diminuiu o risco de doenças crônicas em roedores.
Para conduzir seu estudo, o Dr. Peterson e seus colegas seguiram onze homens e mulheres com excesso de peso durante quatro dias comendo entre 8h e 14h (eTRF) e quatro dias comendo entre 8h e 20h (alimentação média dos americanos). Os pesquisadores então testaram o impacto do eTRF sobre calorias queimadas, gordura queimada e apetite. Para eliminar a subjetividade, os pesquisadores fizeram com que todos os participantes experimentassem ambos os horários, comessem o mesmo número de calorias nas duas vezes e fizessem testes rigorosos sob supervisão. Os pesquisadores descobriram que o eTRF melhorou a oxidação de gordura e proteína, e as oscilações diárias de fome, entre outros indicadores de saúde.
“Estes resultados preliminares sugerem pela primeira vez em seres humanos o que vimos em modelos animais - que período de alimentação durante o dia tem um impacto sobre o nosso metabolismo”, disse Dale Schoeller, PhD, porta-voz da The Obesity Society e Professor Emérito da Universidade de Wisconsin. “Com pesquisa adicional sobre a alimentação com restrição de tempo em seres humanos, podemos criar uma imagem mais completa de como este método inovador pode ajudar melhor prevenir e tratar a obesidade”.



Para ficar por dentro das atualizações,
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:
PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK:
E SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE:

Nenhum comentário:

Postar um comentário