sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A resistência à insulina é a principal causa da doença cardíaca?

Is Insulin Resistance the Main Cause of Heart Disease?
By P. D. Mangan
Publicado em 17 de maio de 2016

Um estudo recente constatou que evacetrapib, uma droga em testes por Eli Lilly, e que aumenta o colesterol HDL e reduz o colesterol LDL, não reduziu a incidência de ataques cardíacos ou qualquer outro evento cardiovascular.


Os médicos estão perplexos.

“Aqui nós temos um agente que mais do que dobra os níveis de colesterol bom e diminui o colesterol ruim e ainda não tem efeito sobre os eventos clínicos”, disse Stephen Nicholls, MBBS, Ph.D., professor da Universidade de Adelaide, na Austrália, cardiologista no Royal Adelaide Hospital e principal autor do estudo. “Ficamos muito desapontados e surpresos com os resultados.”

Outro médico disse:

“Como nós fechamos o estudo, estamos tentando entender como uma droga que parece estar fazendo todas as coisas certas em termos de níveis de colesterol no sangue, então, não se traduz em redução de eventos clínicos.”

Talvez o colesterol HDL e LDL são apenas marcadores para o que realmente causa a doença cardíaca: a resistência à insulina e inflamação.

A “dislipidemia característica observada em indivíduos com resistência à insulina”, isto é, níveis elevados de triglicerídeos e níveis baixos de HDL, “é um preditor, pelo menos tão potente, de doença isquémica do coração” como LDL. (1) Isto sugere que se a resistência à insulina é pelo menos tão poderoso um preditor de doença cardíaca.
Há uma relação independente entre resistência à insulina e as concentrações de HDL e triglicerídeos. (2) Ao passo que não houve relação entre o Índice de Massa Corporal [IMC], relação cintura/quadril, ou resistência física e HDL e triglicerídeos.
O melhor preditor - de longe - de doença cardíaca coronária é a razão entre triglicerídeos e colesterol HDL. Confira o gráfico abaixo, cortesia do Dr. Ronald Krauss, um dos maiores especialistas mundiais em doenças cardíacas.


O quartil mais alto (quarto superior) de pessoas no indicador triglicérides/HDL teve um risco 16 vezes maior de doença cardíaca do que o menor. (Referência)
Você tem deve se perguntar, já que, por definição, 25% das pessoas têm esse índice alto, e que o risco foi 16 vezes maior do que na linha de base, se essas pessoas infelizes podem ser responsáveis ​​por quase todos os casos de doença cardíaca. Certamente, uma fracção muito elevada.
Um índice de triglicerídeos /HDL superior a 3,0 é um marcador confiável de resistência à insulina. (3)
Quanto ao LDL, Ivor Cummins cita o Dr. Thomas Dayspring, um renomado especialista em colesterol, como dizendo que a menos que o LDL seja maior que 200, é inútil como um marcador para qualquer coisa. (E, a propósito, este é um vídeo fantástico sobre a causa raiz da doença cardíaca, vale a pena assistir na íntegra.)
A relação cintura-quadril é também um forte indicador de risco de doença cardíaca. (4)
A Hemoglobina A1c, uma medida de controle de glicose no sangue, também está fortemente associada com o risco de doença cardíaca. (5)

No menor tercil de resistência à insulina, ninguém ficou doente.

O gráfico acima, extraído de um artigo do renomado Gerald Reaven, mostra a incidência da doença por tercis (terços) de resistência à insulina. (Eu escrevi sobre isso aqui.) As doenças incluíam doença cardíaca, derrame, Diabetes Tipo 2, câncer e hipertensão. Note-se que aqueles no menor tercil de resistência à insulina tinham zero incidência da doença, e que a incidência da doença aumentou monotonicamente com o aumento da resistência à insulina.
Assim, verifica-se que a melhor maneira de evitar a doença cardíaca é evitar a resistência à insulina.
Dietas pobres em carboidratos, perda de gordura, e exercício - especialmente de treinamento de força para construir músculos - são as melhores formas de fazer isso.



Para ficar por dentro das atualizações,
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:
PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK:
E SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE:


Nenhum comentário:

Postar um comentário