sexta-feira, 29 de julho de 2016

Porque dietas não funcionam a longo prazo - Calorias Parte VII

Why Diets Don’t Work in the Long Term – Calories Part VII
by Jason Fung

Nós exploramos a adaptação do organismo a redução de calorias e a redução de peso e vimos como o corpo age mais como um termostato do que como uma balança. O corpo age como se tivesse um ajuste de peso corporal (Body Set Weight - BSW) e esforça-se vigorosamente para defender esse peso contra o aumento ou diminuição do mesmo.
Mas quanto tempo essas adaptações duram? Se nós mantivermos um certo peso corporal, nosso corpo, eventualmente, irá reconhecer isso como um novo BSW? Certamente, à primeira vista, esta parece ser uma suposição razoável. Mas é verdade?
Vejamos alguns estudos recentes para responder a esta importante questão.
Neste estudo, 21 indivíduos foram recrutados e alimentados com uma dieta líquida, consistindo em 45% de carboidratos, por mais de um ano e o Gasto Energético Total (GET) foi medido. Tal como esperado, durante a fase inicial de perda de peso (10% do peso corporal) o GET foi reduzido. Conforme o peso cai, o corpo tenta recuperar o peso, reduzindo o GET. Em essência, o corpo está defender o BSW e tentando voltar ao peso original. Mas quanto tempo isso durar?
O que é interessante é que o GET é reduzido ao longo de todo o ano. Mesmo depois de um ano no novo (e menor) peso corporal, o GET ainda estava reduzido em uma média de quase 500 calorias/dia.
Redução do gasto energético

Em outras palavras, esta redução no GET começa quase imediatamente após a redução calórica e persiste durante um longo período de tempo - pelo menos 1 ano e permanece forte. Não parece que este BSW foi alterado. Não há sinal de que o BSW mudou.
O corpo ainda está tentando voltar ao BSW original. Lembre-se que esta perda de peso é conseguida sem alteração da composição da dieta - apenas a quantidade (uma estratégia de controlo de parte).
Vamos colocar isso em termos alimentares. Começamos pela ingestão de 2.000 cal/dia e queima de 2.000 cal/dia. Nós decidimos perder algum peso e reduzimos nossas calorias para 1.500 cal/dia. Nosso corpo reduz quase que imediatamente o GET a 1.500 cal/dia.
Nós perdemos algum peso, mas, então, a perda de peso para, mesmo que ainda estejamos comendo menos do que antes. Porque o GET foi reduzido, sentimos frio, nos sentimos cansados, com fome e um pouco miseráveis, mas nós decidimos aguentar, pensando que as coisas devem melhorar. No entanto, mesmo depois de 1 ano, as coisas são exatamente as mesmas. Nos sentimos miseráveis e o peso não está diminuindo apesar de nossos melhores esforços para comer apenas 1.500 cal/dia.
Finalmente, pensamos que deveríamos voltar a uma dieta normal de 2.000 cal/dia. O peso volta rapidamente, porque agora estamos comendo 2.000 calorias/dia e gastando apenas 1.500. Soa familiar? Foi o que eu pensei... Isso é porque tudo o que eu estou descrevendo aqui foi bem descrito ao longo dos últimos 100 anos!
Isso realmente começa a fazer um pouco de sentido. Suponha que somos os gerentes de uma usina de energia. Todos os dias, recebemos 2.000 toneladas de carvão e queimamos 2.000 toneladas de carvão. Nós também mantemos um estoque de carvão apenas para o caso de que não tenhamos o suficiente (galpão de armazenamento). Agora, de repente, começamos a receber apenas 1.500 toneladas de carvão.
O que você imagina que devemos fazer? Se continuarmos a queimar 2.000 toneladas de carvão, nós rapidamente queimaríamos todo o nosso estoque de carvão e, em seguida, a nossa usina seria fechada. Apagão enorme sobre toda a cidade. Anarquia e começam os saques.
Nosso chefe nos diria quão estúpidos nós somos e diria algo como “Você está despedido!” O problema, é claro, é que ele está totalmente correto em sua avaliação.
Porque nós, como o gerentes da planta de energia, não somos assim tão estúpidos, não faríamos isso. Assim que descobrimos que estamos recebendo apenas 1.500 toneladas de carvão, nós reduziríamos a nossa saída de potência para 1.500 de carvão. Na verdade, nós poderíamos usar apenas 1.400 toneladas neste caso. Algumas luzes se apagam, mas não há apagão. Anarquia e saques são evitados. O chefe diz “Bom trabalho. Você não é tão estúpido quanto parece.”
Agora, vamos pensar sobre o nosso corpo. Nós comemos 2.000 calorias/dia e usamos 2.000 calorias/dia. Nós começamos uma dieta e agora estamos comendo apenas 1.500 calorias/dia. O que acontece? Bem, o corpo não é tão estúpido. Não quer morrer. Por que assumimos a Mãe Natureza é uma completa idiota? A primeira coisa que fazemos é reduzir o nosso GET a 1.500 calorias/dia e manter isso pelo tempo que for preciso.
Nós sabemos que, de fato, é isso que acontece. Provou-se várias vezes. Nós apenas continuamos não acreditando nisso e na esperança de que a nossa estratégia de redução calórica de alguma forma, desta vez, vai funcionar. Não vai. Encare. Nós só acreditamos nisso porque as autoridades nutricionais continuam a nos dizer que funciona. Mas não funciona.
A Mãe Natureza não é estúpida. É por isso que dietas convencionais de restrição calórica não funcionam a longo prazo.


Esse assunto é novo pra você? Comece aqui.



Para ficar por dentro das atualizações,
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:
PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO FACEBOOK:
E SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE:




Nenhum comentário:

Postar um comentário