sábado, 20 de maio de 2017

Sem Glúten X Sem Grãos

Texto original AQUI. Tradução e Adaptação: Júci de Paula.
Todos nós ouvimos falar sobre comer sem glúten. Isso é necessário? É a “última moda” em dieta? É para todos? E os grãos integrais saudáveis? E o que há de errado com o glúten de qualquer maneira? Porque, com certeza, estamos comendo pão há milhares de anos, certo?
O LIXO SEM GLÚTEN AINDA É LIXO
ENTÃO O QUE É O GLÚTEN?
Glúten é uma das proteínas encontradas no trigo, cevada, centeio e aveia. Ele também pode ser encontrado em maquiagem, medicamentos, doces, sorvetes, molhos, tintas, protetores solares e até mesmo batom. Muitas pessoas têm de evitar o glúten, porque eles têm doença de Crohn, são celíacos ou sofrem de síndrome do intestino irritável. Estas são condições em que o glúten ingerido inflama o intestino. Os sintomas incluem dor, desconforto, inchaço, erupções cutâneas, perda de peso, cólicas no estômago, diarreia e / ou constipação.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Pâncreas gorduroso

Fatty Pancreas – T2D34
by Jason Fung

Pâncreas gorduroso
O frade e filósofo inglês William de Ockham (1287-1347) recebeu o crédito do desenvolvimento do princípio de solução de problema fundamental conhecido como lex parsimoniae ou navalha de Occam. Este princípio sustenta que a hipótese com o menor número de suposições é na maioria das vezes correta. A explicação mais simples é geralmente a mais correta.
Albert Einstein é citado como dizendo “Tudo deve ser feito tão simples quanto possível, mas não mais simples.” Com isso em mente, vamos lembrar que o diabetes tipo 2 reflete dois problemas fundamentais:
1.      Resistência à insulina
2.      Disfunção de células beta
A resistência à insulina, um fenômeno de transbordamento, é causada pela infiltração de gordura no fígado e nos músculos. Sem intervenção dietética, o defeito #2 quase sempre segue #1, embora por muitos anos. Além disso, #2 é quase nunca é encontrado sem #1.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

História Natural da Fase 2

Natural History Phase 2 – T2D 33
by Jason Fung

O Diabetes tipo 2 na verdade acontece em duas fases. A primeira fase, que dura aproximadamente 10 a 15 anos, mostra um lento aumento da resistência à insulina. No entanto, o corpo compensa aumentando os níveis de insulina. Isso mantém a glicose no sangue relativamente normal.
Mas algo de repente muda após aproximadamente uma década de aumento da resistência à insulina. A hiperinsulinemia não pode mais acompanhar o ritmo da resistência à insulina. As células beta pancreáticas, responsáveis ​​pela produção de insulina, não conseguem acompanhar. Como este mecanismo compensatório falha, a glicose no sangue aumenta rapidamente. Leva apenas dois anos ou algo assim antes do diabetes tipo 2 pleno ser diagnosticado.
A produção de células beta atinge o pico e, eventualmente, começa a cair. O declínio progressivo na produção de insulina é muitas vezes chamado de disfunção das células beta ou, por vezes, esgotamento pancreático. Mas o que causou este esgotamento?

domingo, 7 de maio de 2017

NHS desperdiça dezenas de milhares por ano em droga "maravilha"

NHS wasting tens of thousands a year on ‘wonder’ drug for stroke and heart attacks which does not work, experts claim
By Henry Bodkin and Justin Stoneman
Publicado em 6 de maio de 2017


Uma nova droga para o colesterol “extremamente cara” não melhora as chances de sobrevivência no geral para pacientes com doença cardíaca e deve ser retirada de uso, disseram os especialistas.
Uma coalizão de médicos na noite passada pediu que os pacientes sejam informados de que o evolocumab, que foi saudado como “revolucionário”e “melhor do que as estatinas, não faz nada para evitar ataques cardíacos e derrames.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Cirurgia Bariátrica

‘Medical’ Bariatrics – T2D 32
by Jason Fung
Tradução de André Marcanth

O que acontece quando um paciente diabético severamente obeso é submetido a cirurgia de perda de peso (bariátrica)? Se o diabetes tipo 2 for verdadeiramente uma doença progressiva crônica e incurável, então a cirurgia não irá alterar a história natural. De acordo com a sabedoria médica convencional, os diabéticos do tipo 2 de longa duração têm resistência à insulina muito elevada, provocando aumento da secreção de insulina a partir do pâncreas. Com o tempo, o pâncreas “queima” e a produção de insulina cai. Como a insulina cai, não é mais capaz de compensar a resistência à insulina e a glicemia aumenta, desencadeando o diagnóstico de diabetes tipo 2. Uma vez que o pâncreas queima, nada vai revivê-lo, o que significa que o diabetes tipo 2 é destinado a progredir e nada pode mudar isso. Uma vez que esta anormalidade é irreversível, o diabetes deve continuar sem redução apesar da cirurgia bariátrica. Certo?
Na verdade, em praticamente todos os casos, o diabetes tipo 2 desaparece completamente!

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Gordura saturada não entope as artérias - doença arterial coronariana é uma condição inflamatória, risco que pode ser efetivamente reduzido a partir de intervenções de estilo de vida saudável

Saturated fat does not clog the arteries: coronary heart disease is a chronic inflammatory condition, the risk of which can be effectively reduced from healthy lifestyle interventions
by Aseem Malhotra, Rita F Redberg, Pascal Meier

A patogênese e o tratamento da doença arterial coronariana requerem urgentemente uma mudança de paradigma. Apesar da crença popular entre os médicos e o público, o modelo conceitual de gordura saturada dietética entupindo um tubo é simplesmente errada. Uma revisão sistemática das descobertas e uma meta-análise de estudos observacionais não mostraram associação entre o consumo de gordura saturada e (1) mortalidade por todas as causas, (2) doença arterial coronariana (DAC), (3) mortalidade por DAC, (4) acidente vascular cerebral isquêmico ou (5) diabetes tipo 2 em adultos saudáveis.1 Da mesma forma, na prevenção secundária de DAC, não há benefício em reduzir a gordura, incluindo gordura saturada, sobre infartos do miocárdio, mortalidade cardiovascular ou mortalidade por todas as causas.2 É instrutivo observar que em um estudo angiográfico de mulheres pós-menopáusicas com DAC, maior ingestão de gordura saturada foi associada com menor progressão da aterosclerose enquanto que a ingestão de carboidratos e de gorduras poli-insaturadas foram associados com maior progressão.3

terça-feira, 25 de abril de 2017

Reverter diabetes tipo 2 começa por ignorar as diretrizes alimentares

Reversing Type 2 diabetes starts with ignoring the guidelines
By Sarah Hallberg | TEDxPurdueU

A seguir, trago a tradução da excelente palestra Dra. Sarah Hallberg sobre reversão de Diabetes Tipo 2. Essa tradução foi gentilmente cedida a mim para publicação pelo Sr. Pietro Felice Peruzzo.
O vídeo encontra-se no YouTube, neste endereço:


Pode uma pessoa ser “curada” do Diabetes Tipo 2? A Dra. Sarah Hallberg fornece provas convincentes de que ela pode, e a solução é mais simples do que você poderia pensar.

A Dra. Sarah Hallberg é Diretora Médica do Programa de Perda de Peso Medica-mente Supervisionado da IU Health Arnett, um programa que ela criou. Ela é certificada em medicina da obesidade e medicina interna e tem um Mestrado em Fisiologia do Exercício. Ela criou recentemente o que é apenas a segunda rotação não-cirúrgica de perda de peso no país para estudantes de medicina. Seu programa tem excedido consistentemente benchmarks nacionais para a perda do peso, e foi bem sucedido em inverter o diabetes e outras doenças metabólicas. Dr. Hallberg é também co-autora de www.fitteru.us , um blog sobre saúde e bem-estar.
B.S., Cinesiologia e Ciências do Exercício, Illinois State University, 1994
M.S., Kinesiology & Exercise Science, Universidade Estadual de Illinois, 1996
M.D., Universidade Des Moines, 2002